Seja muito bem-vindo(a) ao instrumento DigCompEdu!

A 2ª Pesquisa de Avaliação de Competências Digitais dos Docentes do Ensino Superior Brasileiro tem como objetivo realizar um diagnóstico das competências digitais alcançadas pelos docentes que atuam no nível superior, além daqueles que atuam em outro nível de ensino concomitantemente ao nível superior.

Esse instrumento lhe permite realizar uma autoavaliação das suas competências digitais no processo de ensino e aprendizagem.

O preenchimento leva aproximadamente 20 minutos e, ao final, você terá acesso a um relatório que lhe permitirá identificar suas competências digitais docentes, bem como identificar algumas estratégias para melhorá-las.

A sua participação é voluntária, individual e anônima. Os dados serão usados apenas para fins acadêmicos e de intervenção para a construção ou fortalecimento de políticas de desenvolvimento em competências digitais.

Agradecemos a sua importante participação!

LEIA AS INFORMAÇÕES A SEGUIR PARA SABER MAIS SOBRE O PROJETO. AO DECIDIR PARTICIPAR DA PESQUISA, CLIQUE SOBRE O BOTÃO ABAIXO E RESPONDA AO INSTRUMENTO DIGCOMPEDU.

 

 

O QUE É DIGCOMPEDU

O PROJETO

O cenário de ampliação do acesso e desenvolvimento de tecnologias digitais vem exigindo que os docentes tenham cada vez mais competências para integrá-las ao processo de ensino e aprendizagem. O DigCompEdu visa identificar quais são essas competências digitais dos docentes, bem como as áreas que precisam de intervenção para que determinadas competências sejam construídas.

O DigCompEdu é um instrumento disponibilizado gratuitamente às Instituições de Ensino Superior, para autoavaliação das competências digitais docentes. Integra um projeto de Avaliação das Competências Digitais dos Professores do Ensino Superior pensado, inicialmente, pelo Joint Research Center (JRC) da Comissão Europeia, em colaboração com a MetaRed (rede iberoamericana de Instituições de Educação Superior da Fundação Universia). O instrumento, desenvolvido pelo JRC, foi adaptado semântico-culturalmente pelo GT de Tecnologias Educacionais da MetaRed Brasil, e parceiros, para o Ensino Superior brasileiro.

O DigCompEdu possibilita:

  • Que cada professor de instituição de ensino superior (IES) tenha a oportunidade de autoavaliar suas competências de forma pessoal, gratuita e totalmente anônima.

  • Que cada instituição possa fazer um diagnóstico das competências dos seus docentes e, a partir dele, identificar estratégias de construção ou fortalecimento de determinadas competências.

A participação não tem nenhum custo para os docentes e suas IES, sendo a ferramenta de autoavaliação totalmente anônima, garantindo o sigilo dos dados pessoais dos participantes.

 

A ESTRUTURA

A estrutura do questionário DigCompEdu busca capturar as competências digitais específicas que são demandadas dos educadores frente às demandas da era digital.

Confira abaixo mais detalhes sobre o framework de competências.

 

A FERRAMENTA

O questionário foi formatado com 22 perguntas que percorrem as seis áreas do framework DigCompEdu. Ao final, o educador recebe instantaneamente um feedback identificando seu nível de competência em cada uma dessas áreas, bem como sugestões a serem implementadas para melhorá-las.

 

 

GUIA | Framework de Competências Digitais

 

Clique nos números indicados por área no menu suspenso e saiba mais sobre cada uma das áreas. Essas áreas visam identificar as competências digitais que são exigidas dos docentes, considerando as demandas da era digital.

Ao concluírem o preenchimento do instrumento, os docentes recebem automaticamente um relatório que informa o seu nível de competência em cada uma dessas áreas e sugestões para melhorá-las.

 

1. Envolvimento profissional

Envolvimento profissional

1.1 Comunicação da organização

  • Usar tecnologias digitais para melhorar a comunicação institucional com alunos, pais e terceiros.
  • Contribuir para desenvolver e melhorar as estratégias de comunicação institucional.

1.2 Colaboração profissional

  • Usar tecnologias digitais para colaborar com outros docentes, compartilhando conhecimentos e experiências, bem como inovando as práticas pedagógicas de forma colaborativa.
  • Usar redes de colaboração profissional para favorecer o desenvolvimento profissional.

1.3 Prática reflexiva

  • Refletir, avaliar criticamente e desenvolver ativamente sua própria prática pedagógica digital e a de sua comunidade educativa.

1.4 Desenvolvimento Profissional Contínuo Digital (CPD)

  • Usar fontes e recursos digitais para o desenvolvimento profissional contínuo.
2. Recursos digitais

Recursos digitais

2.1 Seleção de recursos digitais

  • Identificar, avaliar e selecionar recursos digitais para o ensino e a aprendizagem, entender os direitos autorais envolvidos e requisitos de acessibilidade.

2.2 Criação e modificação de recursos digitais

  • Modificar recursos com licença aberta e outros recursos que permitam alteração.. 
  • Criar ou cocriar novos recursos educacionais digitais.
  • Considerar o objetivo resultado de aprendizagem específico, assim como o contexto, a abordagem pedagógica e o grupo de estudantes, ao projetar recursos digitais e planejar seu uso.

2.3 Gerenciar, proteger e compartilhar recursos digitais

  • Organizar conteúdos digitais e disponibilizá-los para estudantes, pais ou outros docentes.
  • Proteger efetivamente dados digitais sensíveis.
  • Respeitar as regras de privacidade e as leis de direitos autorais.
  • Compreender a utilização e criação de licenças abertas e recursos educacionais abertos, incluindo a sua atribuição correta.
3. Ensino e aprendizagem

Ensino e aprendizagem

3.1 Ensino

  • Integrar dispositivos e recursos digitais no processo de ensino e aprendizagem, a fim de melhorar a eficácia das práticas pedagógicas.
  • Adaptar adequadamente as bases, gerenciar e orquestrar as intervenções de ensino digital.
  • Experimentar e desenvolver novas estratégias e metodologias de ensino e aprendizagem.

3.2 Guia

  • Usar ferramentas e serviços digitais para melhorar a interação com os estudantes, individual e coletivamente, presencialmente e a distância.
  • Usar tecnologias digitais para oferecer orientação e assistência oportunas e específicas.
  • Experimentar e desenvolver novas estratégias e metodologias para oferecer orientação e apoio.

3.3 Aprendizagem colaborativa

  • Usar tecnologias digitais para fomentar e aprimorar estratégias de aprendizagem colaborativa e trabalho em grupo.

 

3.4 Aprendizagem autorregulada

  • Usar tecnologias digitais para apoiar processos de autorregulação da aprendizagem, ou seja, permitir que os alunos planejem, monitorem e reflitam sobre sua própria aprendizagem, evidenciem progressos, compartilhem conhecimentos e apresentem soluções criativas.
4. Avaliação

Avaliação

4.1 Estratégias de avaliação

  • Utilizar ferramentas digitais para avaliação formativa e somativa.
  • Melhorar a diversidade e adequação dos formatos e abordagens de avaliação.

4.2 Analisar evidências

  • Criar, selecionar, analisar criticamente e interpretar evidências digitais da atividade digital, desempenho e progresso dos estudantes para avaliar o processo de ensino e a aprendizagem.

4.3 Feedback e planejamento

  • Usar ferramentas digitais para fornecer feedback imediato e adequado aos estudantes.
  • Adaptar adequadamente as estratégias de ensino e fornecer suporte direcionado, com base nas evidências geradas pelas ferramentas digitais utilizadas.
  • Ajudar estudantes e pais a entenderem as evidências fornecidas pelas ferramentas digitais e usá-las para a tomada de decisões.
5. Capacitação dos aprendentes

Capacitação dos aprendentes

5.1 Acessibilidade e inclusão

  • Garantir a acessibilidade aos recursos e atividades de aprendizagem para todos os estudantes, incluindo aqueles com necessidades especiais.
  • Considerar e responder às expectativas, habilidades, usos digitais e equívocos dos estudantes, bem como restrições contextuais, físicas ou cognitivas ao uso de ferramentas digitais.

5.2 Diferenciação e personalização

  • Usar ferramentas digitais para atender às diversas necessidades de aprendizagem dos estudantes, por exemplo, permitindo que eles sigam diferentes caminhos e objetivos de aprendizagem, oferecendo abordagens e ferramentas alternativas e permitindo que os eles avancem em velocidades diferentes em direção a objetivos de aprendizagem individuais.

5.3 Participação ativa dos alunos

  • Utilizar ferramentas digitais para promover o envolvimento ativo e criativo dos estudantes com um conteúdo.
  • Utilizar as tecnologias digitais para fomentar competências transversais e a expressão criativa dos estudantes.
  • Favorecer a aprendizagem, considerando contextos do mundo real, envolver os alunos em atividades práticas, investigação científica, resolução de problemas complexos, expressão criativa.
6. Promoção da competência digital dos aprendentes

Promoção da competência digital dos aprendentes

 6.1 Informação e alfabetização midiática

  • Incorporar atividades de aprendizagem, tarefas e avaliações que exijam que os alunos articulem as necessidades de informação; que encontrem informações e recursos em ambientes digitais; organizem, processem, analisem e interpretem informações; bem como compararem e avaliarem criticamente a credibilidade e confiabilidade das informações e suas fontes.

 6.2 Comunicação e colaboração digital

  • Incorporar atividades de aprendizagem, tarefas e avaliações que exijam que os alunos usem ferramentas digitais de forma eficaz e responsável para comunicação, colaboração e engajamento cívico.

 6.3 Criação de conteúdo digital

  • Incorporar tarefas e atividades de aprendizagem que exijam que os estudantes se expressem por meio de mídias digitais, modifiquem e criem conteúdo digital em diferentes formatos.
  • Ensinar aos estudantes como os direitos autorais e as licenças se aplicam ao conteúdo digital, como referenciar fontes e aplicar licenças.

 6.4. Bem-estar

  • Tomar medidas para garantir o bem-estar físico, psicológico e social dos estudantes ao usar as tecnologias digitais.
  • Capacitar os estudantes a gerenciar riscos e usar tecnologias digitais para apoiar seu próprio bem-estar social, psicológico e físico.

 6.5 Solução digital de problemas

  • Incorporar atividades de aprendizagem e avaliação que exijam que os alunos identifiquem e resolvam problemas técnicos ou transfiram criativamente conhecimentos tecnológicos para novas situações.

 

Como Participar

 

DIVULGUE A PESQUISA

A divulgação desta pesquisa é muito importante. Você pode ajudar compartilhando essas informações e o acesso ao instrumento com as autoridades acadêmicas da sua IES, para que incentivem os professores a realizarem a sua autoavaliação.

A participação na pesquisa proporcionará às Instituições de Ensino Superior brasileiras a oportunidade de conhecer e analisar o nível de competências digitais de seus professores, bem como favorecer o planejamento e implementação de ações que lhes permitam trabalhar com dificuldades identificadas e, assim, facilitar a construção ou fortalecimento de competências digitais, por meio de diferentes estratégias.

 

ACOMPANHE OS RESULTADOS

O relatório com os resultados dos dados das competências digitais de todos os participantes de IES brasileiras será elaborado pelo GT de Tecnologias Educacionais (TecEdu) da MetaRed Brasil, sem identificá-los pessoalmente.

As IES participantes que desejarem, podem solicitar os resultados correspondentes apenas à sua instituição ao GT TecEdu da Metared Brasil.

Escreva para o email metared-brasil@metared.org solicitando os dados de respostas de suas IES. Por favor informe seu nome completo, nome da IES, cargo, e-mail e telefone de contato. Enviaremos os dados “brutos” (sem identificação dos respondentes) e um relatório compacto personalizado para sua IES.

 

 

 

PERGUNTAS FREQUENTES

 

Tem algum custo para usar a ferramenta?

Não há custo em utilizar a ferramenta e participar da pesquisa. Pedimos apenas que dê a maior divulgação possível entre os colegas docentes, para que os resultados sejam representativos para sua Instituição e em nível nacional.

Por quanto tempo a pesquisa ficará disponível?

A coleta de dados ocorrerá de 25/04 a 01/08/2022. Após esse período a Metared Brasil irá proceder uma análise dos dados e produzirá um relatório do panorama nacional, sem identificação de docente ou instituição, a ser amplamente divulgado.

Como proceder se minha Instituição não estiver na lista de códigos das IES?

Solicite sua inclusão ao Coordenador de Tecnologias Educacionais do Brasil pelo e-mail: metared-brasil@metared.org.

Onde consigo informações sobre a 1ª Pesquisa de Avaliação de Competências Digitais dos Docentes do Ensino Superior Brasileiro?

Em 2020 a Metared Brasil realizou a I Edição da Avaliação de Competências digitais dos docentes do Ensino Superior Brasileiro. Você pode encontrar neste link o relatório com uma análise dos dados coletados:

Metared Brasil – GT de Tecnologias Educacionais (https://www.metared.org/br/grupo-tecnologias-educacionais.html)

Onde consigo mais informações sobre o projeto de avaliação de competências digitais dos docentes?

Eis a versão original do DigCompEdu, em inglês, publicada pelo JRC em 2017:

E sua versão traduzida para o português disponível no repositório da Universidade de Aveiro:

Em 2020 a Metared Brasil realizou a I Edição da Avaliação de Competências digitais dos docentes do Ensino Superior Brasileiro. Você pode encontrar neste link o relatório com uma análise dos dados coletados:

O que faz o GT de Tecnologias Educacionais?

A missão deste grupo é ajudar a que as IES Brasileiras possam incorporar e aproveitar todo o potencial que têm as TIC para melhorar o ensino e aprendizagem.

Objetivos:

Partilhar iniciativas de sucesso e boas práticas, nacionais e internacionais;

Analisar pontos fortes e limitações de recursos TIC utilizados na educação;

Fomentar o desenvolvimento de competências digitais em docentes;

Avaliar e apoiar a criação de iniciativas ou projetos conjuntos para o desenvolvimento, aquisição, implementação e avaliação de recursos TIC aplicados ao ensino e aprendizagem.

Caso queira mais informações ou participar do GT, acesse a página do GT de Tecnologias Educacionais.

Referências

Referências

TEXTOS ADAPTADOS DE:

  • METARED ECUADOR. Autoavaliação das competências digitais dos docentes. Disponível em: https://www.metared.org/ec/digicompedu.html . Acesso em 14 abr. 2022.

  • PUNIE, Y., editor(s), REDECKER, C., European Framework for the Digital Competence of Educators: DigCompEdu , EUR 28775 EN, Publications Office of the European Union, Luxembourg, 2017, ISBN 978-92-79-73718-3 (print),978-92-79-73494-6 (pdf), doi:10.2760/178382 (print),10.2760/159770 (online), JRC107466.

ILUSTRAÇÕES ADAPTADAS DE: Freepik.